Buscar
  • Grandesco Soluções

Empresas Familiares e os desafios da profissionalização da gestão.

Não é algo incomum ver empresas familiares no Brasil, pelo contrário, são muitas aquelas que hoje são grandes mas que começaram minúsculas e com muito esforço foram prosperando.


Entretanto, em meio a essas que alcançaram o sucesso, existem milhares de outras que acabaram “falhando” no mercado e tiveram que fechar as portas pela falta de uma gestão profissional.


Sendo assim, para que uma empresa familiar possa crescer e tornar-se uma grande organização, é necessário que ela passe por um processo de profissionalização, muito negligenciado ainda aqui no país.


Desse modo, pensando em todos os desafios e conflitos existentes nesse tipo de empresa, resolvi trazer este artigo com informações importantes sobre o assunto.


Se você deseja saber mais sobre os desafios da profissionalização da gestão de empresas familiares e como resolvê-los, então não deixe de acompanhar este texto até o final!


Empresas familiares: Desafios para profissionalizar a gestão.


Empresa familiar: seus desafios e conflitos.


Você sabia que mais de 90% dos negócios aqui no Brasil são baseados em empresas com perfis familiares?


Pois é, é um número muito grande e expressivo, levando-se em conta que a maioria dos empreendimentos no país são criados por uma única pessoa (pai ou mãe) ou por mais de uma pessoa (grupos de irmãos) de uma mesma família.


Desse modo, toda a gestão é feita dentro do contexto familiar, sendo uma das formas, inclusive, de reduzir os custos com a contratação de mão de obra, trazendo diversos parentes para trabalhar na empresa.


Um dos principais desafios em empresas familiares, com toda a certeza, é a falta de profissionalização da gestão, que acaba sendo uma das principais causas de fechamento dessas organizações no país.


A falta da definição das tarefas pelos funcionários (muitas vezes familiares), de um organograma de atividades da empresa, e de um planejamento de curto e longo prazo são alguns dos problemas da não profissionalização da gestão.


Com isso, a empresa não consegue crescer o que deveria, tornando difícil o funcionamento dentro dela, ainda mais quando se deixa de avaliar desempenhos, mensurar resultados e corrigir erros.


Um outro problema ou desafio de uma empresa familiar é a questão da sucessão do negócio, que muitas vezes é tão traumática e problemática que pode ocasionar o declínio e o fechamento das portas da organização.


Muitas vezes, os sucessores não têm o mínimo interesse ou aptidão para tocar a empresa, e ao invés de desistirem, lucrando com a venda do negócio, acabam insistindo e fazendo-a “quebrar”.


Desse modo, há muitos desafios e conflitos existentes na gestão de uma empresa familiar, o que exige uma profissionalização que a permita funcionar da forma correta, entendendo que o empreendimento está acima de questões de família.


Profissionalização da gestão nas empresas familiares: o único caminho para crescer.


Como você viu, a maioria das empresas no Brasil são familiares e todas elas iniciam pequenas, muitas vezes como micro negócios, mas podem chegar a ser grandes organizações, como exemplo um dos casos mais bem sucedido do Brasil é do GRUPO CIMED.


Entretanto, acreditar que isso será possível sem fazer a profissionalização da gestão da empresa é fechar os olhos para a realidade do mercado.


Sem essa gestão profissional, vital para qualquer organização, será impossível que seu negócio familiar possa prosperar e crescer.


Desse modo, irei mostrar alguns dos principais desafios da profissionalização da gestão de empresas familiares e estratégias para resolvê-las.

1- Falta de preparação da família (sucessores)


Um dos maiores desafios da gestão de uma empresa familiar é a falta de preparação das futuras gerações, sejam filhos, netos ou sobrinhos, que irão assumir o negócio no futuro.


Essa falta de preparação de outros familiares que já estão dentro da empresa, trabalhando em cargos importantes, também é um desafio, ainda mais a curto prazo.

Desse modo, uma estratégia é qualificar os membros da família que serão sucessores, principalmente, através do ensino próprio relacionado ao ramo de atividade e do estudo em cursos de gestão.

2- Dificuldade para trazer inovação à empresa


Outro enorme desafio da profissionalização da gestão das empresas familiares é a dificuldade para trazer inovações, de modo a torna-las competitivas no mercado.


Por conta da gestão familiar não profissional, ela acaba barrando as chances de inovar, o que torna a empresa obsoleta, com problemas cruciais na questão da organização, falta de cobranças e planejamentos.


Assim, é preciso trazer a profissionalização dos familiares na gestão dessas organizações, de modo que eles tornem os processos da empresa confiáveis, mesmo que seja deixando-os nas mãos de pessoas de fora da família.


A contratação de profissionais externos ao ambiente familiar, como administradores e gestores com experiência, pode ser uma excelente forma de inovar e de treinar a gestão atual para trazer melhores resultados no mercado.

3- Profundos laços emocionais que atrapalham novos processos


Pela liberdade que os familiares possuem entre si, para falar o que bem entendem, a não profissionalização de uma gestão em uma empresa familiar pode causar rompimentos importantes que acarretam na “quebra” do negócio.


Diferentemente do que ocorre em empresas onde a gestão é profissional e nas quais as discussões entre os sócios sobre mudanças são niveladas, a nível familiar os profundos laços atrapalham esses momentos.


Não é incomum ver, inclusive, empresas que formaram-se a partir de uma única por rompimento de familiares, como irmãos ou pais e filhos.


Talvez esse seja um dos maiores desafios de uma gestão familiar, ainda mais quando trata-se de um processo de sucessão da empresa.


Nesses casos, uma boa estratégia pode ser a implementação de um plano de sucessão, que impeça que problemas como esse surjam e causem danos ao negócio.


Conclusão


Como você viu, as empresas familiares formam 90% dos negócios atualmente no Brasil, com muitas delas entre as principais do mercado mundial.


Entretanto, não são todas as empresas familiares que conseguem sucesso e muitas acabam fechando as portas por conta da falta de profissionalização da gestão.

Neste artigo, você pôde ver quais os principais desafios da profissionalização da gestão das empresas familiares, bem como algumas dicas de como colocar esse processo em curso.


Gostou do artigo de hoje sobre os desafios da profissionalização da gestão de empresas familiares?


Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

6 visualizações0 comentário